Glossário de termos, organizações e
individualidades eclesiásticas

Termos e organizações ecclesiásticos

Anátema: Condenação de uma pessoa que rejeita qualquer dogma da Fé Católica, separando-se desta maneira da Igreja Católica.

Apostasia: Abandono total da Fé Católica.

Apostolado: Actividade organizada, quer pelo Clero, quer por leigos, para promover algum aspecto da Fé Católica.

Arianismo: Heresia do século IV que negava o dogma de que Cristo é consubstancial com Deus Pai.

Cânone: Lei da Igreja Católica.

Canónico: Relativo aos cânones (leis) da Igreja Católica.

Cismático: Pessoa que foi desligada da comunhão com a Santa Igreja Católica - por exemplo, membros das várias Igrejas Ortodoxas, que rejeitam a primazia jurisdicional do Papa sobre todos os Bispos (ou seja, a autoridade para mandar nos Bispos e nos seus súbditos, dentro das suas próprias dioceses).

Comissão Ecclesia Dei: Comissão do Vaticano, estabelecida oficialmente para dar apoio aos fiéis “ligados” à Missa Latina tradicional, e que deve supostamente pôr em prática o desejo do Papa João Paulo II, expresso na sua carta Ecclesia Dei, de que todos os Católicos que desejem assistir à Missa tradicional devem ter acesso a ela.

Comunhão reparadora: O acto de receber a Sagrada Comunhão em estado de graça, com a intenção de A oferecer a Deus em reparação dos sacrilégios e ofensas cometidos contra Ele e das blasfémias contra a Virgem Maria, tal como foi pedido por Nossa Senhora nas Suas aparições em Fátima.

Conciliar: Relativo a um Concílio geral da Igreja Católica, autorizado pelo Papa e a que assistem os Bispos do mundo; e, mais recentemente, relativo ao Concílio Vaticano II (1962-1965).

Congregação do Clero: Departamento da Cúria Romana que tem por fim verificar se as actividades dos Sacerdotes Católicos no mundo, sejam eles diocesanos ou seculares, estão de acordo com a Fé e a Moral da Igreja Católica.

Congregação para a Doutrina da Fé (CDF): Antes da reorganização da Cúria Romana em 1967, este departamento (que superintendia em todas as outras congregações da Cúria Romana) chamava-se Santo Ofício, tendo à sua frente o Papa. A partir de 1967, o chefe da CDF é um Cardeal Prefeito, de menor importância que o Secretário de Estado.

Consagrar: Em sentido lato, separar uma coisa ou pessoa do meio comum ou profano, para lhe atribuir uma finalidade sagrada; ou dedicar (uma) pessoa(s) ou coisa(s) ao serviço de Deus ou à Bem-Aventurada Virgem Maria, por meio de orações, ritos e cerimónias. No caso de um Bispo, é comum dizer-se frequentemente “foi sagrado Bispo”, sendo entendido como “consagrado”.

Cúria Romana: A administração central, sujeita à autoridade do Papa, que ajuda ao governo da Igreja no Vaticano.

Dogma: Doutrina que foi definida infalivelmente pela Igreja, e em que os Católicos devem acreditar para serem Católicos. Os dogmas da Fé são o que se contém nas definições solenes e infalíveis do Magistério – dadas apenas pelo Papa, ou pelo Papa juntamente com um Santo Concílio.

Doutor da Igreja: Um santo católico que, por ser considerado de grande preeminência no seu conhecimento da Fé, deve ser tomado como mestre fidedigno por todos os Católicos, sendo explicitamente declarado como tal por decreto do Papa.

Excardinar: Desligar oficialmente um Sacerdote ou diácono da jurisdição do seu ordinário, como, por exemplo, o Bispo. A Igreja Católica foi sempre da opinião de que não se pode negar a excardinação a um Sacerdote ou diácono, a não ser que para tal haja uma razão justa.

O fiat de Maria: O acordo da Virgem Maria em ser a Mãe de Deus, acordo este que Ela exprimiu durante a aparição do Arcanjo Gabriel, ao dizer: “Faça-se comigo segundo a tua vontade”.

Heresia: Negação ou dúvida obstinada de qualquer dogma ou dogmas da Fé Católica.

Idiota Útil: Pessoa que apoia o programa de outrem e denuncia quem o põe em questão, não compreendendo que o referido programa é hostil a si próprio. Lénine inventou este termo para descrever os não-comunistas e anticomunistas que, por falta de compreensão e/ou de diligência, acabam por apoiar na prática a causa comunista.

Imprimatur: Declaração de aprovação, dada por um Bispo ou outra autoridade competente da Igreja, certificando que um escrito católico não contém erros contra a Fé ou a Moral.

Incardinar: Ligar oficialmente um Sacerdote ou diácono a uma diocese específica da Igreja Católica ou a uma comunidade religiosa reconhecida, sujeitando esse Sacerdote ou diácono à autoridade legítima do Bispo da referida diocese ou ao Superior da comunidade religiosa.

Indulto: Privilégio ou licença dada segundo a legislação eclesiástica, como excepção ou mitigação da lei, em circunstâncias específicas.

Latae Sententiae: Frase latina que identifica uma sanção do direito canónico que entra em acção automaticamente, sem carecer de uma declaração da autoridade eclesiástica (por exemplo, a excomunhão de um Católico que dê assistência material a um aborto).

Magistério: Do latim magister, ‘mestre’. A função docente da Igreja, especialmente quando é exercida apenas pelo Papa, exprimindo-se de um modo que obriga a Igreja Universal a acreditar no que Ele está a pronunciar; do mesmo modo quando é exercida pelo Papa em união com todos os Bispos Católicos num Concílio Ecuménico que faça tais declarações com poder vinculativo.

Motu Proprio: Frase latina que significa “de sua própria vontade”. Aplica-se a cartas papais com a assinatura pessoal do Pontífice e que contém quaisquer advertências ou instruções específicas. Distinguem-se das encíclicas, por estas terem uma finalidade docente mais genérica.

Núncio Apostólico: Embaixador do Estado do Vaticano, ligado à Secretaria de Estado do Vaticano.

Ostpolitik: A política propagada pelo Secretário de Estado do Vaticano em 1962 e seguida por todos os seus sucessores, pela qual a Igreja abandonou toda e qualquer condenação e oposição aos regimes comunistas em favor do “diálogo” e da “diplomacia discreta”.

Pontífice Romano: O Papa.

Prefeito: O chefe de uma congregação, no Vaticano.

Sé Apostólica: A Santa Sé, que compreende o Papado e vários subordinados imediatos do Papa no Vaticano, a quem foram delegados certos encargos.

Secretário de Estado: O Cardeal que preside à Secretaria de Estado, do Vaticano que trata dos assuntos do Estado do Vaticano e de todas as congregações da Cúria Romana.

Pessoas

Alonso, C.M.F., Padre Joaquín María: Encarregado pelo Bispo D. João Venâncio em 1966 de organizar uma história crítica completa das revelações de Fátima, passou os dez anos seguintes a estudar os arquivos de Fátima. A sua obra monumental, compreendendo 24 volumes de cerca de 800 páginas cada e incluindo, pelo menos, 5.396 documentos originais, estava pronta a ser publicada em 1975. Desde então, 22 volumes foram retirados de publicação; só os dois primeiros foram publicados nos anos 90, mas numa edição fortemente censurada. Faleceu em 12 de Dezembro de 1981.

Amaral, Bispo D. Alberto Cosme do: Nasceu em Touro (Portugal) em 12 de Outubro de 1916; foi sagrado Bispo em 23 de Agosto de 1964; foi nomeado terceiro Bispo de Leiria-Fátima em 1 de Julho de 1972; aposentou-se em 2 de Fevereiro de 1993.

Bertone, S.D.B., Arcebispo Tarcisio: Nasceu em 2 de Dezembro de 1934 em Romano Canavese (Itália); foi sagrado Bispo em 1 de Agosto de 1991; foi nomeado Secretário da Congregação para a Doutrina da Fé pelo Papa João Paulo II em 1995. Mantinha este cargo em Dezembro de 2002.

Bianchi, Padre Luigi: Sacerdote diocesano italiano que afirma ter-se avistado com a Irmã Lúcia muitas vezes, tendo-a entrevistado e falado com ela sobre o Terceiro Segredo, entre outras coisas, na clausura do seu Convento de Carmelitas em Coimbra. Esteve com ela pela última vez em Outubro de 2001.

Castrillón Hoyos, Cardeal Dario: Nascido em 4 de Julho de 1929 em Medellín (Colômbia); foi sagrado Bispo em 18 de Julho de 1971; nomeado Prefeito da Congregação do Clero por decisão do Papa João Paulo II em 1 de Outubro de 1996 (ainda mantinha este cargo em Dezembro de 2002); foi elevado a Cardeal em 21 de Fevereiro de 1998. Para mais informações, vejam-se as notas em “Apêndice: Uma Cronologia do encobrimento de Fátima”, referentes a 5 de Junho, 11/12 de Julho, 14 de Julho, 8 de Agosto, 16 de Outubro e 20 de Dezembro de 2000.

Ciappi, O.P., Cardeal Mario Luigi: Nasceu em 6 de Outubro de 1909 em Florença (Itália); foi sagrado Bispo em 18 de Junho de 1977; foi elevado a Cardeal pelo Papa Paulo VI em 27 de Junho de 1977; serviu como teólogo papal sob Paulo VI, João Paulo I e João Paulo II; e faleceu em 1996.

Forte, O.F.M., Bispo Antonio: Nasceu em 9 de Julho de 1928 em Polla (Itália); foi sagrado Bispo em 10 de Setembro de 1988; foi nomeado Bispo de Avellino em 20 de Fevereiro de 1993.

Francisco Marto, Bem-Aventurado: (1909-1919) Um dos três videntes das aparições de Fátima, irmão da Bem-Aventurada Jacinta Marto e primo de Lúcia dos Santos (hoje Irmã Lúcia); foi beatificado em 13 de Maio de 2000.

François de Marie des Anges, Frère: Estudioso de Fátima e autor de FATIMA Joie Intime Événement Mondial, sumário em um volume da obra monumental de Frère Michel de la Sainte Trinité, Toute La Vérité Sur Fatima, em três volumes. O livro de Frère François foi publicado em inglês com o título Fatima: Intimate joy, world event, em quatro pequenos livros.

Fuentes, Padre Agustín: Em 1957 era Vice-Postulador da Causa da Beatificação de Jacinta e Francisco. Entrevistou a Irmã Lúcia em 26 de Dezembro de 1957, altura em que esta fez várias declarações de grande importância sobre o Terceiro Segredo. A entrevista foi publicada em 1958 com um imprimatur do Arcebispo Sánchez de Veracruz (México) e com a aprovação do Bispo de Fátima.

Galamba de Oliveira, Cónego José: (1903-1984) Foi professor no Seminário de Leiria. Em Setembro de 1943 convenceu o Bispo D. José Correia da Silva, seu amigo pessoal, que sugerisse à Irmã Lúcia que escrevesse o Terceiro Segredo. Naquela altura, esta estava doente com pleurisia, e o Bispo de Fátima receava que ela falecesse sem revelar o Segredo.

Jacinta Marto, Bem-Aventurada: (1910-1920) A mais nova dos três pastorinhos das aparições de Fátima, era irmã do Bem-Aventurado Francisco Marto e prima de Lúcia dos Santos (hoje Irmã Lúcia). Jacinta foi beatificada em 13 de Maio de 2000.

Lúcia dos Santos, O.C.D., Irmã: A mais velha dos três videntes das aparições de Fátima em 1916 e 1917. Nascida em 28 de Março de 1907, a Irmã Lúcia é Freira carmelita na clausura do convento do Penedo da Saudade, em Coimbra. Por altura da publicação deste livro, já conta 96 anos.

Magee, Bispo John: Nasceu em 24 de Setembro de 1936 em Newry (Irlanda); foi sagrado Bispo em 17 de Março de 1987; foi Secretário dos Papas Paulo VI, João Paulo I e João Paulo II.

Michel de la Sainte Trinité, Frère: Estudioso de Fátima e autor da obra monumental Toute La Vérité Sur Fatima; em tradução inglesa: The Whole Truth About Fatima (3 volumes de cerca de 800 páginas cada). O Volume III concentra-se no Terceiro Segredo, tem mais de 1.150 notas e cita numerosos documentos, testemunhas e depoimentos.

Oddi, Cardeal Silvio: Nasceu em 14 de Novembro de 1910 na diocese de Piacenza (Itália); foi sagrado Bispo em 27 de Setembro de 1953; foi elevado a Cardeal pelo Papa Paulo VI em 28 de Abril de 1969; foi nomeado Prefeito da Congregação do Clero pelo Papa João Paulo II em 28 de Setembro de 1979; aposentou-se em 1987; e faleceu em 2001.

Ottaviani, Cardeal Alfredo: Prefeito do Santo Ofício durante os pontificados dos Papas Pio XII, João XXIII e Paulo VI. Em 11 de Fevereiro de 1967 declarou numa conferência de imprensa na Academia Pontifícia Mariana, em Roma, que tinha lido o Terceiro Segredo e que este estava escrito numa só folha de papel. Também encorajou a publicação da versão da Neues Europa do Terceiro Segredo, e, em conjunto com o Cardeal Bacci, escreveu um Prefácio a Breve estudo crítico da nova ordem da Missa que apresentou a Paulo VI.

Pasquale, S.D.B., Padre Umberto Maria: Conhecido Sacerdote salesiano, que conheceu a Irmã Lúcia desde 1939 e dela recebeu 157 cartas até 1982. Avistou-se com a Irmã Lúcia em 1978, para discutir a Consagração da Rússia, e publicou o conteúdo da entrevista em 12 de Maio de 1982 em L'Osservatore Romano, na Cidade do Vaticano.

Pierro, Bispo Gerardo: Nasceu em 26 de Abril de 1935 em Mercato, San Severino (Itália); foi sagrado Bispo em 2 de Agosto de 1981; foi Bispo de Avellino de 28 de Fevereiro de 1987 até 25 de Maio de 1992, altura em que foi promovido a Arcebispo de Salerno.

Ratzinger, Cardeal Joseph: Nasceu em 16 de Abril de 1927 na vila de Marktl am Inn, diocese de Passau (Alemanha); foi sagrado Bispo em 28 de Maio de 1977; foi elevado a Cardeal pelo Papa Paulo VI em 27 de Junho de 1977; foi nomeado Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé pelo Papa João Paulo II em 25 de Novembro de 1981. Continuava a ter este cargo em Dezembro de 2002, embora já passasse da idade limite de 75 anos. Ainda como Padre, Ratzinger foi peritus do Concílio Vaticano II, e ainda em 1987 defendeu a supressão dos “bastiões” da Igreja Católica.

Schweigl, S.J., Padre Joseph: O Papa Pio XII confiou-lhe em 1952 uma missão secreta para interrogar a Irmã Lúcia sobre o Terceiro Segredo.

Silva, Bispo D. José Alves Correia da: Foi o primeiro Bispo de Leiria-Fátima; recebeu da Irmã Lúcia, em 1944, um envelope contendo o Terceiro Segredo, que manteve na sua posse até Março de 1957. Faleceu em 1957.

Sodano, Cardeal Angelo: Nasceu em 23 de Novembro de 1927 em Isola d'Asti (Itália); foi sagrado Bispo em 15 de Janeiro de 1978; foi elevado a Cardeal pelo Papa João Paulo II em 28 de Junho de 1991; foi nomeado Secretário de Estado do Vaticano em 1 de Dezembro de 1990. Ainda mantinha este cargo em Dezembro de 2002, apesar de ter ultrapassado os 75 anos, idade da aposentação. Sodano louvou o arqui-hereje Hans Küng em 25 de Março de 1998; promoveu o Tribunal Criminal Internacional (TCI); e foi o anfitrião numa conferência de imprensa com Mikhail Gorbachev, no Vaticano, em 27 de Junho de 2000.

Valinho, S.D.B., Padre José dos Santos: Sobrinho da Irmã Lúcia.

Venâncio, Bispo D. João Pereira: Nasceu em 8 de Fevereiro de 1904 em Monte Redondo; foi sagrado Bispo (e nomeado Bispo Auxiliar de Leiria-Fátima) em 8 de Dezembro de 1954; foi nomeado segundo Bispo de Leiria-Fátima em 13 de Setembro de 1958; aposentou-se em 1 de Julho de 1972; e faleceu em meados da década de 80. Em Março de 1957 viu, contra uma luz forte, o envelope contendo o Terceiro Segredo e anotou cuidadosamente que o Segredo estava escrito em cerca de 25 linhas numa só folha de papel, com margens de 7.5 milímetros de ambos os lados.

Venezia, Bispo Pasquale: Nasceu em 4 de Junho de 1911; foi sagrado Bispo em 15 de Abril de 1951; e foi Bispo de Avellino (Itália) de Junho de 1967 a 28 de Fevereiro de 1987.


Balcão de encomendas de O derradeiro combate do demónio:

Order On-Line Now Get The Printable Order Form
Encomende on-line Encomende pelo telefone Encomende pelo correio

Use o seu cartão de crédito para encomendar O derradeiro combate do demónio e assegure uma entrega rápida.

Marque 1-800-954-8737 (chamada gratuita) e dê-nos os pormenores do seu cartão de crédito.

Clique aqui para aceder ao nosso talão de encomenda, que pode imprimir e enviar juntamente com o seu cheque ou vale do correio.